SINDICATO DOS SERVIDORES

DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

DO ESTADO DA BAHIA

Data: 02/02/2018

A Tarde – Coronel diz que não aceita interferência do Judiciário na Alba

O presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel (PT), disse, nesta quinta, 1º, que não aceita interferência de outro poder na Assembleia Legislativa, ao referir-se ao caso do processo que pede nomeação de concursados na Casa em substittuição aos Redas. Esta semana, a promotora de Justiça, Rita Tourinho, entrou com embargo de declaração para que o Legislativo apresente em 30 dias a lista com nomes dos contratados via Reda na Casa.

“Estamos aqui para cumprir a lei, agora não aceito que nenhum poder interfeia no poder da Assembleia Legislativa. Os poderes são harmônicos e independentes. Enquanto eu for presidente, vou lutar pela independencia. Não aceito influência externa de nenhum poder aqui na Casa”, disse Coronel.

Ele negou haver descumprimento de setenças judiciais: a Casa nomeou 98 concursados conforme previsto em TAC com Ministério Público.

Ao ser perguntado se a lista será entregue, Coronel disse que acredita que a Procuradoria da do Legislativo deve ter feito todos os procedimentos legais. “O Ministério Público e um juiz não podem querer interferir. Eu tirei a terceirizadas e coloquei Redas no lugar. O administrador tem que ver o que é bom pela economicidade”. Diz o presidente que economizou, com isso, R$ 6 milhões ao ano.




Comentários