SINDICATO DOS SERVIDORES

DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

DO ESTADO DA BAHIA

Data: 02/02/2018

A Tarde – Oposição protesta na abertura dos trabalhos na Alba

Durante o discurso do governador Rui Costa (PT) na abertura dos trabalhos do Legislativo, deputados da oposição se ausentaram do Plenário em protesto ao não cumprimento das emendas impositivas de R$1,2 mil ao ano. Embora o protesto tenha sido tímido, sem alarde, a atitude política antecipa como deve ser a disputa entre aliados de Rui e do prefeito ACM Neto (DEM) neste que é um ano eleitoral. O discurso da oposição é o de que ‘Rui não cumpre a lei das emendas’, o que afeta municípios.

“Não admitiremos que um governador que não respeita o parlamento venha a casa dos deputados que é a casa do povo, e fale em democracia sem respeitar as prerrogativas da lei”, disse o líder da oposição, deputado Leur Lomanto Júnior (MDB), por meio de sua assessoria de imprensa, ao justificar a ausência da bancada no plenário.

A lei que torna as emendas parlamentares impositivas, ou seja, cuja execução é obrigatória, foi aprovada em 2013 na Assembleia. Há mais de dois anos o estado deixa de honrar boa parte das emendas relativas aos exercícios o que, em ano eleitoral, afeta o ânimo das bases eleitorais dos parlamentares. Emendas parlamentares auxiliam tanto deputados com suas bases eleitorais quanto prefeitos.

O discurso de ataque também foi referendado pelos deputados Sandro Régis (DEM) e Alan Snaches (DEM). “Não podemos dar legitimidade a uma ação de um gestor que não respeita os projetos votados e aprovados nesta Casa”. O deputado Alan Sanches (DEM) foi na mesma linha: “Estamos sendo cerceados de exercer o mandato legislativo, quando não somos respeitados e mais, quando não se repeita as leis promulgadas pelo Legislativo, portanto, seguindo a orientação da bancada, entendemos que respeito se dá a quem se respeita, e o governador dar noções claras que não respeita nem os deputados nem o povo da Bahia, quando nega esse beneficio adquirido”.

Para Luciano Ribeiro (DEM), Rui fez do discurso um “palanque eleitoral”. “A falta de compromisso com a verdade o seu desgoverno já fazendo há muito tempo, afinal já são dez anos de repetição de promessas, nada mais que promessas”, concluiu o deputado Luciano Ribeiro (DEM).




Comentários