SINDICATO DOS SERVIDORES

DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

DO ESTADO DA BAHIA

Data: 07/07/2015

Assembleia será acionada judicialmente pelo PSOL por contratação de ex-deputados

Após a denúncia da contratação de ex-deputados para cargos comissionados pela Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o PSOL acionará judicialmente o presidente da Casa, Marcelo Nilo (PDT).

Após a denúncia da contratação de ex-deputados para cargos comissionados pela Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o PSOL acionará judicialmente o presidente da Casa, Marcelo Nilo (PDT).

 

De acordo com o levantamento apresentado na reportagem, veiculada no último dia 4 de julho, na Folha de São Paulo, a Assembleia Legislativa da Bahia é campeã em nomeações de ex-parlamentares, com oito ex-deputados em cargos de livre nomeação na folha de pagamento, além de um que é servidor concursado da Assembleia, mas acumula função comissionada.

 

Entre os ex-deputados que atualmente trabalham na Assembleia, estão Carlos Gaban (DEM), Clóvis Ferraz (PSD), Maria Luiza Laudano (PSD) e Isaac Cunha (PT). De acordo com a Folha, juntos, os nove ex-deputados representam um custo anual de aproximadamente R$ 1 milhão.

 

As contratações de ex-deputados não são ilegais. Mas fazem parte de um conjunto de nomeações que tem sido questionado pelas Promotorias estaduais, por meio de ações na Justiça para reduzir comissionados e promover concursos públicos.

 

Para o presidente do Sindsalba, Flávio Abreu, a investigação é necessária, para que seja apurada a real situação dessas nomeações. Abreu ainda destaca que dos 97 candidatos aprovados no último concurso, realizado em 2014, apenas 16 foram convocados. “Enquanto os candidatos que foram aprovados em concurso público há quase dois anos aguardam serem convocados, a Assembleia nomeia ex-deputados. Isso é um absurdo e realmente precisa ser apurado” contesta Abreu.

deputados_contratados_alba




Comentários