SINDICATO DOS SERVIDORES

DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

DO ESTADO DA BAHIA

Data: 18/03/2014

Hashtag #euqueroveralista

Hashtag #euqueroveralista cobra que Marcelo Nilo divulgue a lista de funcionários da Assembleia

Hashtag #euqueroveralista cobra que Marcelo Nilo divulgue a lista de funcionários da Assembleia

Hashtag #euqueroveralista cobra que Marcelo Nilo divulgue a lista de funcionários da Assembleia

Foto: Metropress
Centenas de pessoas se manifestaram através das redes sociais e do Metro1, durante esta segunda-feira, utilizando a hashtag #euqueroveralista. A iniciativa surgiu do Grupo Metrópole no Jornal do Meio Dia desta segunda-feira (17) e é uma forma de cobrança de uma promessa do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo (PDT). Isso tudo porque Nilo, no dia 20 de fevereiro, após ser questionado sobre os gastos absurdos da Assembleia Legislativa, garantiu à Rádio Metrópole que divulgaria a lista com os nomes de quem trabalha sob qualquer regime, na Casa.
Até os próprios funcionários da Assembleia são a favor da publicização da lista. “Sou a favor da divulgação. O único dado que a gente tem é que hoje a Assembleia tem 300 servidores ativos e a gente não sabe quem são nem os salários dos servidores Reda”, afirmou o presidente do Sindicato de Funcionários da Assembleia Legislativa da Bahia, Flavio Augusto de Abreu.
Em entrevista à Rádio Metrópole nesta segunda (17), Nilo terceirizou a responsabilidade pela divulgação da lista e ainda deu uma desculpa criativa. “Estamos aguardando uma decisão do Supremo Tribunal Federal para decidir se os parlamentos devem colocar no site a lista dos funcionários. Eu realmente prometi, mas não sabia desse trâmite na justiça. Você sabe que tem funcionário que é concursado há 30 anos e ganha R$ 20 mil. E esses próprios funcionários disseram que quando souberem que eles ganham R$ 20 mil, eles podem ser assaltados a qualquer momento”.
O presidente ainda encarou a cobrança como uma campanha da Metrópole contra ele. “Eu respeito muito a Metrópole, que faz hoje uma campanha sistemática contra mim. Não é possível que a Rádio Metrópole, com tantos afazeres, passe a minha gravação cinquenta vezes por dia”, ironizou.
Mas ao contrário do que diz Marcelo Nilo, a divulgação da lista passa longe de ser uma perseguição da Metrópole: é interesse público. Pela quantidade de hashtags publicadas e mensagens recebidas, provamos que essa curiosidade é geral, pois centenas de pedidos foram contabilizados. A hashtag #euqueroveralista rapidamente ganhou força no Twitter e outras sociais.
Participe também utilizando a hashtag e marcando o perfil do Twitter do deputado Marcelo Nilo (@depmarcelonilo) e marcando também o do Grupo Metrópole (@grupometropole). Nilo tem a sua chance de responder às súplicas destas centenas de pessoas que vem pedindo a divulgação da lista: ele virá à Rádio Metrópole novamente nesta quarta-feira (19) e será entrevisto no Jornal da Bahia no Ar.
Clica aqui para ouvir a Matéria



Comentários