SINDICATO DOS SERVIDORES

DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

DO ESTADO DA BAHIA

Data: 28/09/2015

MP investiga contratações irregulares na Assembléia

Após denúncia do Partido Socialismo e Liberdade (Psol) o Ministério Público (MP) irá investigar contratações irregulares na Assembléia Legislativa do Estado da Bahia (Alba).

Após denúncia do Partido Socialismo e Liberdade (Psol) o Ministério Público (MP) irá investigar contratações irregulares na Assembléia Legislativa do Estado da Bahia (Alba).

 

De acordo com denúncia do Psol, foram realizadas, aproximadamente, 150 novas contratações via Reda em 2015.  “Recebemos a informação de que mais de 150 contratações foram feitas e há mais de um mês solicitamos a lista com os nomes. Conversamos com o procurador da Assembleia que nos garantiu a lista, mas até hoje também não recebemos”, explicou Mendes.

 

A promotora Rita Tourinho afirmou durante entrevista a Rádio Metrópole, no último dia 23 de setembro, ter se surpreendido com a informação das contratações e garantiu que o MP irá investigar a denúncia, já que foi realizado um concurso público em 2014. “A Assembleia ainda está recebendo novos contratados, o que nos causa uma grande perplexidade, porque existe um TAC e existe um concurso público. Espero que tenha sido um mal entendido. Ainda não tenho nada oficial, mas existe multa no TAC e vamos ingressar com uma demanda judicial. Se comprovado, se trata de improbidade administrativa. Eles estão violando a lei e Constituição, além da falta de respeito com os 97 que foram aprovados em um concurso público. Vamos agilizar essas contratações regulares” destacou a promotora.

 

O Sindsalba apoia enxerga a atitude da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia como falta de respeito dos parlamentares com a lei e com a população. “O presidente da Casa assinou um TAC e se comprometeu com o Ministério Público. Agora ele desrespeita esse acordo de forma ilegal e abusiva, como se a sua vontade estivesse acima do que determina a lei” protestou o presidente do Sindsalba, Flávio Abreu.

 

Confira matéria veiculada no programa Balanço Geral da Record Bahia, no dia 24 de setembro.




Comentários