SINDICATO DOS SERVIDORES

DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

DO ESTADO DA BAHIA

Data: 05/01/2015

SEM ALTERNÂNCIA E COM QUEBRA DE DECORO

Há, na atualidade, duas situações em que o Legislativo estadual da Bahia é o protagonista que desserve o Poder. Quando caminha, pela quinta vez, para o descumprimento da sadia prática de alternância e quando fere repetidamente o decoro parlamentar.

Os episódios protagonizados pelo Legislativo da Bahia contribuem de modo desenfreado para fortalecer os aspirantes ao fim deste Poder, cujos adeptos crescem em todo o mundo, mesmo nas ditas nações civilizadas. Há, no norte da Europa, país que não tardará a dissolver o Senado, como instância redundante, e manter apenas a Câmara dos Deputados. Por lá os passos levarão a uma solução de natureza econômica e proporcionada pelas novas tecnologias que facultam a possibilidade de interação mais constante do eleitor com os seus representantes.

Por aqui, passos semelhantes, todavia justificados pelo escracho a que ele está submetido há tempo, estão levando o Poder Legislativo a correr o risco de desaparecer sem sequer ter experimentado autonomia e soberania, após o flagelo que lhe impôs a última ditadura. A submissão do Legislativo ao Executivo devolve ao povo da Bahia o desamparo. A conduta atual do presidente da Mesa Diretora tanto enfraquece o Poder Legislativo como o Estado da Bahia




Comentários