SINDICATO DOS SERVIDORES

DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

DO ESTADO DA BAHIA

Data: 06/05/2015

Servidores protestam na ALBA contra reajuste salarial e votação é adiada

Após manifestação dos servidores estaduais na galeria da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (5), a votação do projeto de Lei que determina o reajuste salarial de 6,41% para os servidores públicos da Bahia foi adiada para esta quarta-feira (6).

Após manifestação dos servidores estaduais na galeria da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (5), a votação do projeto de Lei que determina o reajuste salarial de 6,41% para os servidores públicos da Bahia foi adiada para esta quarta-feira (6).

 

Durante a sessão o deputado Targino Machado (DEM) pediu a palavra e cantou junto com os servidores, que estavam vestidos de preto, o refrão da música “Vou Festejar” da cantora Beth Carvalho, “Você pagou com traição, a quem sempre lhe deu a mão”.

 

Oposicionistas e governistas discutiram o assunto durante horas, até o líder do governo na Casa, deputado Zé Neto (PT), solicitar a retirada do quórum de votação. O governo precisava de 32 votos para aprovar da matéria, mas não conseguiu reunir o número de apoios, ou pelo menos uma quantidade que possibilitasse uma margem de segurança.

mobilizacao_reajuste_costas

mobilizacao_reajuste_sindsalba

 

A diretoria do Sindsalba participou da mobilização junto com os representantes da APLB-Sindicato, Sindisefaz, Sindsaúde e Sindmed. Os trabalhadores são contra o parcelamento do pagamento proposto pelo governo – 3,5%, retroativos a março, e 2,91% em novembro.  “O reajuste salarial parcelado é inconstitucional, isso está no ART.37 da Constituição Federal. É preciso que respeite a Constituição e respeite os trabalhadores baianos”, ressaltou Flávio Abreu, presidente do Sindsalba.




Comentários