SINDICATO DOS SERVIDORES

DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

DO ESTADO DA BAHIA

Data: 18/05/2018

Tribuna da Bahia – Alba: Onze deputados desistem de reeleição

Para alçar voos maiores na vida política, 11 deputados estaduais não vão disputar a reeleição neste ano. Destes, oito pretendem deixar a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e desembarcar na Câmara dos Deputados no próximo ano, já o atual chefe da Casa, Ângelo Coronel (PSD), sonha ainda mais alto. O pessedista quer integrar a chapa do governador Rui Costa (PT), como candidato ao Senado.

Coronel não tem a vaga ainda garantida na composição governista porque concorre pelo espaço com a senadora Lídice da Mata (PSB), que tem pressionado para ser candidata à reeleição. Além disso, o mandatário da Alba briga no PSD para ser o indicado pelo partido para a chapa, já que há uma competição interna. O vereador Edvaldo Brito e o deputado federal Antonio Brito também querem estar na chapa de Rui Costa. Se não conseguir ser postulante a Alta Casa do Congresso, Angelo Coronel tem dito que vai se aposentar da política. Ele planeja emplacar o seu filho, Diego Coronel, como candidato ao Legislativo baiano. Dos oito parlamentares que vão disputar a Câmara dos Deputados, cinco são governistas. São eles: Joseildo Ramos e Zé Neto, ambos do PT, Marcelo Nilo (PSB), Manassés (PSD) e Pastor Sargento Isidório (Avante), que caminha para concorrer a deputado federal e emplacar o filho como estadual.

Do lado da oposição, Leur Lomanto (DEM), Heber Santana (PSC) e Adolfo Viana (PSDB) pretendem arrumar as malas e ficar em Brasília a partir do ano que vem. O último articula para ficar com os votos de Jutahy Magalhães Júnior (PSDB). O deputado federal tucano já anunciou a intenção de disputar o Senado. A indefinição que permanece é se será na majoritária de José Ronaldo (DEM) ou de João Gualberto (PSDB).

Já a deputada estadual licenciada Luiza Maia (PT) não será candidata à reeleição por ser contra políticos terem mandatos sucessivos. A petista atualmente está afastada do posto porque assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em substituição ao ex-governador Jaques Wagner, para dar lugar ao suplente Ângelo Almeida (PSB), que cobiça ser titular de uma cadeira na Alba e vai tentar mais uma vez no pleito deste ano. Nos bastidores, o comentário é que Luiza Maia se movimenta para competir pela Prefeitura de Camaçari em 2020. Já o deputado estadual Gika Lopes (PT) decidiu não disputar mais um mandato para cuidar da saúde.




Comentários